Resposta de Padre Zezinho a um Protestante

julho 13, 2009

O POTE RACHADO

julho 13, 2009

pote rachado

O Pote Rachado
 
“…esse tesouro nós o levamos em vasos de barro, para que todos reconheçam que esse incomparável poder pertence a Deus e não é propriedade nossa”. (2 Cor 4,7)
 

 

 

Era uma vez… um carregador de água na Índia que levava dois potes grandes, ambos pendurados em cada ponta de uma vara a qual ele carregava atravessada em seu pescoço.
Um dos potes tinha uma rachadura, enquanto o outro era perfeito e sempre chegava cheio de água no fim da longa jornada entre o poço e a casa do chefe. O pote rachado chegava apenas pela metade. Foi assim por dois anos, diariamente, o carregador entregando um pote e meio de água na casa de seu chefe. Claro, o pote perfeito estava orgulhoso de suas realizações. Porém, o pote rachado estava envergonhado de sua imperfeição, e sentindo-se miserável por ser capaz de realizar apenas metade de sua capacidade.
Um dia, o pote falou para o homem, à beira do poço:
— Estou envergonhado, quero pedir-lhe desculpas.
— Por quê? De que você está envergonhado? — perguntou o homem.
— Nesses dois anos eu fui capaz de entregar apenas metade da minha carga, porque essa rachadura no meu lado faz com que a água vaze por todo o caminho da casa de seu senhor. Por causa do meu defeito, você tem que fazer todo esse trabalho, e não ganha o salário completo dos seus esforços, disse o pote.
Com compaixão, o homem então falou:
— Quando retornarmos para à casa do meu senhor, quero que percebas as flores ao longo do caminho.
De fato, à medida que eles subiam a montanha, o velho pote rachado notou flores selvagens ao lado do caminho e isto lhe deu ânimo. Mas ao fim da estrada, o pote ainda se sentia mal porque tinha vazado a metade, e de novo pediu desculpas ao homem por sua falha.
Disse o homem ao pote:
— Você notou que pelo caminho só haviam flores no seu lado do caminho? E que a cada dia enquanto voltávamos do poço você as regava? Por dois anos eu pude colher flores para ornamentar a mesa do meu senhor. Sem você ser como é ele não teria essa beleza para dar graça à sua casa. 

 

Reflexão — Cada um de nós tem seus próprios e únicos defeitos. Todos nós somos potes rachados. Porém, se permitirmos, o Senhor vai usar nossos defeitos para embelezar a mesa de Seu Pai.
Na grandiosa economia de Deus, nada se perde. Nunca deveríamos ter medo dos nossos defeitos e limites. Basta reconhecermos nossos defeitos e eles, com certeza, embelezarão a mesa de alguém. Das nossas fraquezas devemos tirar nossa maior força. Aquilo que achamos que é o pior em nós, pode ser o melhor, pois pode ser aquilo que nos faz sentir mais necessitados de Deus, e nos aproximar Dele. Pense nisso…

(padre.valdo@uol.com.br)

Fonte: http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://www.paroquiasaopedroapostolo.org.br/pspa/images/pote-rachado.jpg&imgrefurl=http://www.paroquiasaopedroapostolo.org.br/pspa/Eraumavez.htm&usg=__L_uVqGIhCf-5uMpW_4HF44M9LVM=&h=193&w=130&sz=6&hl=pt-BR&start=2&um=1&tbnid=doszYIUf0KYRUM:&tbnh=103&tbnw=69&prev=/images%3Fq%3Dpote%2Brachado%2Bimagem%26ndsp%3D18%26hl%3Dpt-BR%26cr%3DcountryBR%26sa%3DN%26um%3D1