JESUS TAMBEM CHOROU PE LEO

maio 14, 2010

“NÃO TENHA MEDO DE SER DEVOTO DE NOSSA SENHORA, POIS ELA QUER NOS LEVAR A JESUS”

maio 14, 2010
Padre José Augusto

Padre José Augusto

“Não tenha medo de ser devoto de Nossa Senhora, pois ela quer nos levar a Jesus”

Neste mês de Maria, em especial neste 13 de maio, dia de Nossa Senhora de Fátima, o portal cancaonova.com entrevistou padre José Augusto, missionário da Comunidade Canção, para falar sobre a Santíssima Virgem e a espiritualidade de Fátima.

cancaonova.com: Padre, por que os vários títulos de Nossa Senhora? É sempre a mesma pessoa?

Pe. José Augusto: A primeira coisa que devemos ter em mente é que Nossa Senhora foi escolhida pelo Pai para ser este canal por meio do qual Jesus teria que se encarnar, tendo uma carne e um corpo como o nosso. E Deus, lá em Nazaré, escolheu a Virgem Maria para ser Mãe do Salvador. Por essa razão, o primeiro título que nós damos a Nossa Senhora é a Mãe de Jesus, a Mãe de Deus. Lá em Nazaré ela tem o título de Nossa Senhora de Nazaré, mas por uma graça e por um mistério que Deus permite à nossa Igreja, Ele permite que Nossa Senhora apareça em vários lugares e sempre querendo levar àqueles que não tiveram um encontro pessoal com Jesus a terem uma conversão, uma mudança de vida. Então os títulos de Nossa Senhora se devem ao local ou à mensagem que ela quer trazer. Por exemplo, ela aparece em Fátima, então por isso o nome de Nossa Senhora de Fátima. Aqui no Brasil, por volta do ano 1717, na Vila de Guaratinguetá, os pescadores foram pescar e encontraram as partes de uma imagem de Nossa Senhora, primeiro o corpo e depois a cabeça, daí o título de Nossa Senhora Aparecida, porque foi “aparecida” das águas do Rio Paraíba. Então nós vemos que Nossa Senhora é uma só, não existem várias “Nossas Senhoras”, o que existe são os vários títulos dos lugares nos quais ela aparece.

cancaonova.com: Nós comemoramos neste mês a festa de Nossa Senhora de Fátima. Qual a mensagem que a Virgem Maria quis trazer para a humanidade nas aparições em solo português?

Pe. José Augusto: É interessante que, em Fátima, Nossa Senhora aparece, em 1917, para três crianças: Lúcia, Francisco e Jacinta. Mas em 1916 essas aparições são precedidas por um anjo, que se intitulava o anjo de Portugal ou o anjo da paz. Ele aparece pedindo que eles [os Pastorinhos de Fátima] rezassem, então, a primeira coisa que este anjo faz é ensinar as crianças a rezar; daí sim, em 1917, no dia 13 de maio, a Virgem Maria aparece aos três pedindo-lhes que rezassem muito e também que fizessem penitência e oferecessem sacrifícios pelas almas do purgatório e depois pelas almas dos pecadores, daqueles que não conhecem a Deus. Esta é a mensagem central da Fátima.


“A verdadeira devoção a Maria nos leva para Jesus”
Foto: Wesley Almeida/CN

cancaonova.com: Padre, que mistério é esse de Nossa Senhora aparecer para três crianças e pedir uma vida tão austera de oração e penitência? Um adulto não teria maior consciência de uma vida assim?

Pe. José Augusto: Realmente isso é um mistério. Mas nós encontramos a resposta na própria Palavra de Deus, na Carta de São Paulo aos Coríntios, o apóstolo diz que Deus usa os fracos e simples deste mundo para confundir os fortes. Então, o Senhor usa desta dinâmica divina para nos dizer que realmente é Ele quem está manifestando a Sua força nos mais simples. Nós vemos que para três crianças, com idade entre 6 e 9 anos, seria impossível por elas mesmas trazerem uma mensagem do tipo que foi apresentada em Fátima. Por exemplo, quando Nossa Senhora aparece em Lourdes, Bernadete (a vidente que viu a Virgem Maria) não sabia nem ler nem escrever; e quando Nossa Senhora aparece diante dela lhe diz: “Eu sou a Imaculada Conceição”, ou seja, era um dogma que a Igreja estava estudando naquela época a portas fechadas, o qual afirmava a concepção da Virgem Maria sem o pecado original. E Bernadete nem sabia dessas coisas, daí a surpresa do padre que a acompanhava quando ela trouxe esta mensagem, pois ele sabia que ela não teria condição nenhuma de saber de um dogma desses. Foi a partir daí que este sacerdote passou a acreditar na aparição. Nestas aparições, Deus poderia ter chamado um bispo, um padre, que teriam todo um estudo, mas aí é que está: as pessoas jamais dariam crédito a eles, porque diriam: “Não, eles falam assim porque estudaram, já sabem das coisas”, mas quando Deus se manifesta para essas três crianças que, humanamente falando, seria-lhes impossível trazer uma mensagem tão profunda como a de Fátima, nós constamos: realmente, Deus se manifesta aos pequeninos.

cancaonova.com: Padre, que mensagem o senhor deixa a nossos internautas neste mês dedicado a Maria Santíssima?

Pe. José Augusto: Dentre todas as aparições de Nossa Senhora, a de Medjugorje é interessante porque, através dos videntes, foi feita a seguinte pergunta: os nossos pedidos devem ser feitos a Virgem Maria ou diretamente a Jesus? Ela responde: “Peçam a Jesus, porque a única coisa que eu faço é interceder por seus pedidos”. Então esta mensagem de Nossa Senhora em Medjugorje está de acordo com o que nos ensina a Igreja: a Virgem Maria está junto do seu Filho Jesus e é nossa intercessora, porque nós acreditamos na comunhão dos santos e a Santíssima Virgem é a santa por excelência, porque trouxe no seu ventre o Santo dos santos. Jesus quando estava na cruz no-la deu como Mãe, e aqui vai o nosso carinho de aceitá-la como nossa Mãe e intercessora. Por isso, nós pedimos a ela, porque sabemos que o que a Mãe pede o Filho atende. É bom explicar que nós não adoramos Maria, nós a veneramos, temos um amor de filhos, ficamos admirados em saber que essa mulher, tão simples, trouxe no ventre o Salvador do mundo; nisso é que consiste a nossa alegria. Eu mesmo só perseverei no meu sacerdócio porque sou muito devoto de Nossa Senhora, e não tenho medo de dizer que Maria é minha Mãe e de pedir que ela rogue por mim, porque a única coisa que ela quer é que eu e você sejamos de Jesus.

Como nós estamos neste mês mariano, eu peço que, por meio da intercessão de Nossa Senhora de Fátima, as bênçãos do céu caiam sobre você. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/entrevista/entrevistas.php?id=981