Mensagem de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 27/08/2010

agosto 29, 2010

Mensagem de 27/08/2010

Caros amigos, pela Graça do Senhor, ontem dia 27 de Agosto de 2010, as 22:00hs, no monte Podbrdo, por meio do vidente Ivan, Nossa Senhora de Medjugorje, veio nos dar mais uma mensagem cheia de amor, de paz, de ternura e de esperança, para nos ajudar a caminhar na estrada da santidade, na estrada do amor.
Ivan ao transmitir o conteúdo da mensagem disse:
“Quero dizer aquilo que sempre repito as pessoas e aos peregrinos, é realmente difícil descrever cada encontro com Nossa Senhora, é difícil realmente expressar esta experiência, este sentimento e a beleza deste encontro, é realmente difícil descrever o amor de Nossa Senhora, e o quanto ela nos ama, e nos quer bem, o quanto nos ama. Ela veio esta noite muito alegre e feliz, e no início, como sempre, nos saudou maternalmente dizendo: ‘Seja louvado Jesus, caros filhos meus!’. Depois Nossa Senhora impôs as sua mãos sobre nós, e rezou por todos nós. Por um tempo maior rezou pelos doentes e de um modo particular pelos sacerdotes aqui presentes, logo após a oração, abençoou a todos com a sua bênção materna, e abençoou também tudo aquilo que trouxeram, e depois nos disse:
“Queridos filhos, hoje novamente neste tempo de graça vos convido de modo particular a rezar em família, rezai com os vossos filhos. Queridos filhos, repousai, repousai no meu Filho. Portanto, decidi-vos por meu Filho, andai com Ele queridos filhos. Então recebereis a paz, a alegria. O amor virá nos vossos corações. Filhinhos, a Mãe reza convosco, a Mãe intercede junto ao seu Filho por todos vós. Desejo dizer-vos também hoje que vos amo. Sigam-me! Vos agradeço queridos filhos.”
Após a mensagem Ivan continuo dizendo:
Por fim Nossa Senhora intercedeu por todas as nossas necessidades, intenções, pelas nossas famílias, e continuou ainda a rezar por cada um, e logo depois partiu no sinal da santa cruz com uma saudação:
“Andai em Paz queridos filhos meus!”
Irmãos, quão grande é esta nossa Mãe, com grande é o seu amor! Me impressiono por sempre sentir esta palavras de cura do coração ditas por Nossa Senhora: “Queridos filhos meus!”. São as mesmas palavras de Jesus para aquele paralítico que estava no leito: “Meu filho, teus pecados estão perdoados, levante e anda!”
Jesus primeiramente cura aquele homem interiormente dizendo: “Meu Filho!”, Jesus o faz se sentir amado, acolhido, querido, ele que era rejetiado como um homem inutil para aquela sociedade, um homem que se sentia abandonado, desesperado, sem futuro a causa do seu sofrimento, da sua dor, da rejeição. Jesus com suas palavras cura primeiramente o seu coração, cura-o interiormente, para depois curar o seu espírito, perdoando os seus pecados, e por consequência ficar curado físicamente.
Nossa Senhora com suas palavras quer nos curar, curando-nos com o seu amor, fazendo-nos sentir o Seu amor, fazendo-nos sentir que somos amados, queridos, desejados, esperando por Deus, embora possamos não ser amados e queridos pelos homens, e ela vem para nos dizer o quanto Deus nos ama, e quão grande é o seu seu amor, que é o amor de Jesus, o qual podemos ao seu convite sentir com profundidade por meio da oração.
A Mãe vem nesta mensagem nos convidar a rezar com a nossa família, e rezar com os filhos. Maria nos pede isto, como uma forma e maneira de unir as nossas famílias. Quanta divisão nos lares, quantas pessoas pensando só em sí mesmas, e esquecendo-se de pensarem no outro, nos seus.
Percebo muitas famílias que vivem divididas, sem o perdão, com mágoas, com rancores, famílias onde os pais e os filhos não conversam mais, famílias onde reina a divisão e o ódio, tudo por que? Porque deixaram satanás tomar conta de seus corações, porque não sabem perdoar, porque não rezam mais.
A oração é algo fundamental na nossa vida de família, uma família que reza junta, aprende a perdoar, aprende a se amar, aprende a viver com as qualidades e defeitos dos outros.
Como seria bom, se antes de fazermos uma dura correção aqueles que amamos, soubessemos rezar não só por eles, mas com eles, com cereteza não precisarimaos de um caminhão de palavras que não servem para nada, mas o prórpio Senhor curaria os seus corações e também os nossos feridos no orgulho e na vaidade.
Como seria bom os filhos rezarem com os pais, para aprender deles a vida em Jesus, e poderem a luz de Cristo serem iluminados, e iluminarem! Mas Nossa Senhora pede para os pais rezarem com os filhos, para que os filhos tenham um exemplo na família, pois do que adiante levar os filhos para missa, mas não estarem na missa com os seus filhos? A amior catequese é o exemplo dos pais!
Nossa Senhora também nos chama para repousarmos no seu Filho, repousarmos em Jesus, e como isso se faz necessário! digo isto por mim mesmo, as vezes chega o fim do dia e percebo o meu coração consumido, espedaçado, por tantas situações, coisas e pessoas, e sinto a necessidade de estar com Jesus e dizer-lhe “Senhor me reconstrói”. Muitas vezes não tenho nem palavras para dizer ao Senhor, mas o tempo que estou diante dele em oração, em silêncio, em contemplação, sei que Ele me reconstroi, age em mim me cura e me liberta, e me dá a paz, juntamente com o repouso da alma, da mente, do coração e também do corpo.
Muitas pessoas vivem cansadas, pesadas, doentes, pelo simples fato de não repousarem no Senhor, algumas até tiram férias, e voltam mais cansadas do que antes, mas porque? Porque repousaram no corpo, mas não repousaram no espírito, não repousaram no Senhor!
Nós precisamos estar com o Senhor, descansar Nele, repousar com Ele, para que Ele tome o nosso fardo, as nossas dores, os nossos problemas e as nossas agitações.
Uma mente preocupada, agitada, inquieta, não consegue o equilibrio e a paz, somente o Senhor, no silêncio do nosso coração pode nos dar o equilibrio e a paz!
Se faz necessário como diz Maria, escolher o Senhor e andar com Ele, e sito signinifica, escolher estar com ele, escolher em caminhar junto com Ele, pois somos sempre livres para escolher a Deus ou o demôinio, as coisas de Deus ou as coisas do mundo, a paz ou o ódio, o pecado ou a santidade. Caminhar com Jesus significar caminha na sua presença, tendo consciência que Ele está ao nosso lado e nos quer bem. Se caminhamos com esta conciência pecamos menos, pois sabemos que Jesus está nos vendo, nos amando e está ao nosso lado.
A verdadeira paz, o verdadeiro amor só vem ao nosso coração quando nos decidimos por Deus, quando queremos caminhar com Jesus, e não com o amigo para o bar, e não com a amiga para a discoteca, e não com a família para a churrascada na casa do vizinho, que justamente é no mesmo horário da santa missa.
A nossa vida é feita de pequenas coisas, pequenos gestos, pequenas escolhas, escolhas estas capazes de nos trazer a paz, de nos trazer a presença de Deus, ou de nos trazer a presença de satanás, a angustia no coração.
Devemos ter discernimento para viver a nossa vida, pois toda escolha tem uma consequência, no nosos interior e ao nosso redor, lembrando que o discernimento é a escolha entre em duas possibilidades boas, pois o que é ruim é ruim em sí mesmo, e o mal não posso escolher.
Certa vez o grande general Inácio de Loyola percebeu que lendo romances, revista do mundo, tinha o seu coração agitado pela angustia e não sentia a paz, e quando lia os escritos de Deus a Sagrada Escritura e a vida dos santos, sentia alegria, esperança e paz, e assim ele criou o discernimento Inaciano.
Santo Inácio de Loyola, nos seus exercícios espirituais, diz que há três etapas para o bom discernimento, o primeiro é usar a razão, diante de uma decisão a ser tomada, pesar os prós e os contras de cada escolha, e optar pelo que tem mais coisas a favor, segundo, escutar a voz do coração, ver diante de uma escolha a ser tomada, qual a resposta que me trás mais paz, optar pela decisão que me trás mais paz no coração, terceiro ponto, após ter usado a razão, ter visto a situação com o olhar do coração, confrontar aquilo que pretendo fazer com o padre espiritual, para que ele confirme a vontade de Deus em minha vida.
Devemos então discernir as nossas escolhar e saber por onde estamos caminhando.
Uma pessoa que se encontra na vontade de Deus, caminha segura, caminha na paz, camiha na certeza do amor de Deus por ela, amor este que nunca abandona, e que enche todo o vazio do coração.
Por fim Nossa Senhora nos convida a seguí-la, com todo o nosso coração, a obedecer por carinho e com amor as suas mensagens, e ainda mais uma vez nos diz que nos ama, e nos pede para caminhar na paz, pois a nossa vida, o nosso destino, está em suas mãos, porque ela é a embaixadora de Jesus, que hoje nos diz: “Pode uma mãe abandonar o seu filhinho de colo, se houver tal mulher eu o Senhor Jamais te abandonarei!”

Pe. Mateus Maria
Vos quero e deixo-vos a bênção da Paz! 

Fonte: http://nossasenhorademedjugorje.blogspot.com/2010/08/mensagem-de-27082010.html