O CIRURGIÃO QUE ENCONTROU A JESUS NO CORAÇÃO DE UMA CRIANÇA.

dezembro 21, 2010

O cirurgião que encontrou a Jesus NO CORAÇÃO DE UMA CRIANÇA

-Amanhã de manhã eu vou abrir o teu coração. Explicava o cirurgião para uma criança.
 E a criança o interrompeu:
-Você encontrará Jesus ali?

O cirurgião olhou para ela, e continuou:
-Eu vou cortar uma parede do teu coração para ver o dano completo.

-Mas quando você abrir o meu coração, encontrará Jesus lá? A criança voltou a interrompê-lo.

O cirurgião se voltou para os pais, que estavam sentados em silêncio.

-Quando eu tiver visto todo o dano causado, planejaremos o que fazer em seguida, ainda com teu coração aberto.

-Mas você encontrará Jesus em meu coração? A Bíblia diz claramente que Ele mora ali. Todos que acreditam Nele dizem que Ele vive ali…
Então você vai encontrá-lo no meu coração!

O cirurgião pensou que era suficiente e lhe explicou:

-Após a operação, te direi o que encontrei em teu coração, de acordo?
Eu tenho certeza que encontrarei músculo cardíaco danificado, baixa resposta de glóbulos vermelhos, e fraqueza nas paredes e vasos. E, além disso, eu vou concluir se posso te ajudar ou não.

-Mas você encontrará Jesus ali também? É sua casa, Ele vive ali, sempre está comigo.

O cirurgião não tolerou mais os comentários insistentes e se foi. Em seguida, ele se sentou em seu consultório e começou a gravar seus estudos prévios para a cirurgia: aorta danificada, veia pulmonar deteriorada, degeneração muscular cardíaca massiva. Sem possibilidades de transplante, dificilmente curável.
Terapia: analgésicos e repouso absoluto.
Prognóstico: fez uma pausa e em tom triste disse:-Morte nos primeiros anos de vida.

Então, parou o gravador.
Mas tenho algo a mais a dizer:
-Por quê? Perguntou em voz alta.
Por que acontecer isso com ela? O Senhor a colocou aqui, nessa dor e já a havia condenado a uma morte precoce. Por quê?
De repente, Deus, nosso Criador respondeu:

O menino, minha ovelha já não pertencerá a teu rebanho, porque ele é parte de mim e comigo estará por toda a eternidade. Aqui no céu, em meu rebanho sagrado, já não terá nenhuma dor, será consolado de uma forma inimaginável para ti ou para qualquer outra pessoa. Seus pais, um dia, se unirão com ele, conhecerão a paz e a harmonia juntos em meu reino e meu rebanho sagrado continuará crescendo.

O cirurgião começou a chorar muito, mas sentiu ainda mais raiva, não entendia as razões. E replicou:
-Tu criastes este menino, e também seu coração para quê? Para que morresse em poucos meses?
O Senhor lhe respondeu:
-Porque é tempo de regressar ao seu rebanho, sua missão na terra já se cumpriu. Há alguns anos atrás enviei uma ovelha minha com dom de médico para que ajudasse a seus irmãos, mas com tantos conhecimentos na ciência se esqueceu de seu Criador.
Então enviei outra de minhas ovelhas, o menino enfermo, não para perdê-lo, e sim para que a ovelha perdida há tanto tempo, com dotes de médico volte para mim.

Então o cirurgião chorou e chorou inconsolavelmente.

Dias depois, após a cirurgia, o médico sentou-se ao lado da cama do menino, enquanto seus pais estavam a frente do médico.
O menino acordou e murmurando rapidamente perguntou:

-Abriu meu coração?

-Sim. Disse o cirurgião.

-O que encontrou? Perguntou o menino.

Tinha razão, reencontrei Jesus ali.

Deus tem muitas maneiras diferentes para que você volte para o seu lado.

Fonte: e-mail recebido do casal Iolanda e Ismar


PADRE FABIO DE MELO – SIGNIFICADO DE UNÇÃO

dezembro 21, 2010

ANGELUS DE S.S. BENTO XVI: PAPA CONFIA A SÃO JOSÉ TODOS OS PASTORES DA IGREJA

dezembro 21, 2010

ANGELUS DE S.S. BENTO XVI:

PAPA CONFIA A SÃO JOSÉ
TODOS OS PASTORES DA IGREJA

19.12.10 – Cidade do Vaticano: “Desejo confiar a São José, padroeiro universal da Igreja, todos os pastores, exortando-os a oferecer aos fiéis cristãos e ao mundo todo, a humilde e cotidiana proposta das palavras e dos gestos de Cristo”: Com essas palavras, Bento XVI encerrou hoje a breve meditação para cerca de 30 mil fiéis reunidos na Praça São Pedro para a habitual oração do Angelus neste quarto domingo do Advento.

No Evangelho deste domingo, recordou o Papa, São Mateus narra como ocorreu o nascimento de Jesus, a partir da perspectiva de São José.

“Ele era o noivo de Maria, que, “antes de coabitarem, aconteceu que ela concebeu por obra do Espírito Santo” (Mt 1:18). O Filho de Deus, realizando uma antiga profecia (Isaías 7:14), tornou-se homem no ventre de uma virgem, e tal mistério manifesta o amor, a sabedoria e o poder de Deus em favor da humanidade ferida pelo pecado”.

São José é apresentado como um “homem justo” (Mt 1:19), fiel à lei de Deus, disposto a fazer sua vontade. Por isso entra no mistério da Encarnação.

“Abandonada a idéia de repudiar em segredo Maria, ele a tomou consigo, porque agora os seus olhos vêem n’ela a obra de Deus”.

Apesar de ter ficado perturbado, José age como ordenara o anjo do Senhor, certo de fazer a coisa justa. Também colocando o nome de “Jesus” n’Aquele Menino que sustenta todo o universo, ele se coloca na fileira dos servos humildes e fiéis, semelhante aos anjos e profetas, semelhante aos mártires e aos apóstolos – como cantam antigos hinos orientais.

Bento XVI cita ainda as palavras de Santo Ambrósio, que comenta que “em José se identifica a amabilidade e a figura dos justos, para tornar mais digna a sua qualidade de testemunha”. Ele – prossegue o Papa citando Ambrósio – “não poderia contaminar o templo do Espírito Santo, a Mãe do Senhor, o ventre fecundado pelo mistério”.

São José anuncia as maravilhas do Senhor, testemunhando a virgindade de Maria, a ação gratuita de Deus, e custodiando a vida terrena do Messias.

“Então, nós veneramos o pai legal de Jesus, porque nele se pode vislumbrar o homem novo, que olha para o futuro com confiança e coragem, não segue o seu próprio projeto, mas se entrega totalmente à infinita misericórdia Daquele que torna realidade as profecias, e abre o tempo da salvação”.

O Papa conclui suas palavras invocando a Virgem Maria, cheia de graça “repleta de Deus”, para que, no Natal que se aproxima, os nossos olhos se abram e vejam Jesus, e o coração se alegre neste admirável encontro de amor.

Antes de se despedir dos fiéis e peregrinos reunidos na Praça São Pedro falando em várias línguas, o Papa Bento XVI rezou a oração mariana do Ângelus e concedeu a todos a sua Benção Apostólica. (SP)

O nosso colega Alberto Goroni esteve nesta manhã na Praça São Pedro e conversou com vários fiéis, entre eles o Arcebispo de Braga, Portugal, Dom José Nogueira, que falou da sua emoção de estar presente na oração do Ângelus e da importância do Evangelho para a vida do sacerdote.

Fonte: Rádio Vaticano.

Extraído do site: http://www.derradeirasgracas.com/3.%20Papa%20Bento%20XVI/PAPA%20CONFIA%20A%20SÃO%20JOSÉ%20TODOS%20OS%20PASTORES%20DA%20IGREJA..htm