TERÇO PELA FAMÍLIA

Terço em família e pela família

 

1. Colocar-se na presença de Deus:

  • Estamos aqui reunidos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, amém.

 

2. Pedir a luz do Espírito Santo para rezarmos com amor e confiança:

  • Oração do Espírito Santo ou Canto: A nós descei divina luz.

 

3. Oferecimento (colocar nossa oração nas mãos de Deus):

  • Divino Jesus, nós Vos oferecemos este terço que vamos rezar, meditando nos mistérios da nossa redenção. Queremos, iluminados pela tua Palavra e em companhia de Maria, nossa Mãe, sermos mais fiéis à nossa vocação cristã e agradecer pelo dom da família que Vós nos concedeis.
  • Por isso oferecemos este terço, particularmente, pela nossa família (dizer nomes do pai / mãe, filhos, tios, avós), vivos e falecidos – e também por todas as famílias.

 

4. Contemplação dos mistérios de nossa fé

1º. mistério de nossa vida de fé:

Família, fonte de amor e de vida

Texto bíblico: Evangelho de Mateus 2,13-14.19-21.

Depois que os magos partiram, o Anjo do Senhor apareceu em sonho a José, e lhe disse: “Levante-se, pegue o menino e a mãe dele, e fuja para o Egito! Fique lá até que eu avise. Porque Herodes vai procurar o menino para matá-lo”. José levantou-se de noite, pegou o menino e a mãe dele, e partiu para o Egito. Aí ficou até a morte de Herodes, para se cumprir o que o Senhor havia dito por meio do profeta: “Do Egito chamei o meu filho”. Quando Herodes morreu, o Anjo do Senhor apareceu em sonho a José, no Egito, e lhe disse: “Levante-se, pegue o menino e a mãe dele, e volte para a terra de Israel, pois já estão mortos aqueles que procuravam matar o menino”. José levantou-se, pegou o menino e a mãe dele, e voltou para a terra de Israel.

  • Rezemos por todas as famílias, para que a exemplo da família de Jesus, possam viver como espaço de carinho, de amor, de atenção recíprocas, onde a vida de cada um é acolhida e amada.
  • Pai-nosso – Ave-maria – Glória.

 

2º. mistério de nossa vida de fé em família:

Os filhos, dom de Deus

Texto bíblico: Salmo 127(126)

Os filhos são a benção do Senhor. Os filhos da juventude são como flechas nas mãos de um guerreiro. Feliz o homem que consegue abastecer a sua aljava com tais flechas.

Outra sugestão:

Texto bíblico: Jeremias 1,5

Antes de formar você no ventre de sua mãe, eu o conheci; antes que você fosse dado à luz, eu o consagrei, para fazer de você profeta das nações.

  • Rezemos por todos os filhos, aqueles que estão chegando a esse mundo e aqueles que já estão entre nós. Para que se sintam amados pelos seus pais e familiares e para que também eles possam colaborar com os pais na tarefa diária de crescer na fé e no amor em família.
  • Pai-nosso – Ave-maria – Glória.

 

3º. mistério de nossa vida de fé em família:

os pais, colaboradores no projeto de amor de Deus.

Texto bíblico: Primeira cara de S. João 4,7-11

Amados, amemo-nos uns aos outros, pois o amor vem de Deus. E todo aquele que ama, nasceu de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor. Nisto se tornou visível o amor de Deus entre nós: Deus enviou o seu Filho único a este mundo, para dar-nos a vida por meio dele. Amados, se Deus nos amou a tal ponto, também nós devemos amar-nos uns aos outros.

Outra sugestão:

Texto bíblico: Evangelho de João 2,1-4.

Houve uma festa de casamento em Caná da Galiléia, e a mãe de Jesus estava aí. Jesus também tinha sido convidado para essa festa de casamento, junto com seus discípulos. Faltou vinho e a mãe de Jesus lhe disse: «Eles não têm mais vinho!» Jesus respondeu: “Mulher, para que me dizes isto? Minha hora ainda não chegou”. A mãe de Jesus disse aos que estavam servindo: “Façam tudo o que ele disser a vocês”.

  • Rezemos pelos pais, na sua difícil tarefa de serem colaboradores com o projeto de amor de Deus para seus filhos (e com os seus filhos).
  • Pai-nosso – Ave-maria – Glória.

 

4º. mistério de nossa vida de fé em família:

os novos casais, sementes de esperança

Texto bíblico: Primeira carta de S. Paulo ao Coríntios 13,1-8.

Ainda que eu falasse línguas, as dos homens e dos anjos, se eu não tivesse o amor, seria como sino ruidoso ou como címbalo estridente. Ainda que eu tivesse o dom da profecia, o conhecimento de todos os mistérios e de toda a ciência; ainda que eu tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tivesse o amor, eu não seria nada. Ainda que eu distribuísse todos os meus bens aos famintos, ainda que entregasse o meu corpo às chamas, se não tivesse o amor, nada disso me adiantaria. O amor é paciente, o amor é prestativo; não é invejoso, não se ostenta, não se incha de orgulho. Nada faz de inconveniente, não procura seu próprio interesse, não se irrita, não guarda rancor. Não se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais passará.

Versão simplificada:

Ainda que eu falasse línguas, as dos homens e dos anjos, ainda que eu tivesse o dom da profecia; que eu tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas; ainda que eu distribuísse todos os meus bens aos famintos, ainda que entregasse o meu corpo às chamas, se não tivesse o amor, nada disso me adiantaria. O amor é paciente, o amor é prestativo; não é invejoso. Não se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais passará.

Outra sugestão:

Texto bíblico: Carta de S. Paulo aos Romanos 15,1-13

Nós, que somos os fortes, devemos suportar a fraqueza dos fracos, e não procurarmos o que nos agrada. Cada um de nós procure agradar a seu próximo em vista do bem, para edificar. Cristo não procurou agradar a si mesmo. O Deus da perseverança e da consolação conceda que vocês tenham os mesmos sentimentos uns com os outros, a exemplo de Jesus Cristo. E assim vocês, juntos e a uma só voz, dêem glória ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Acolham-se uns aos outros, como Cristo acolheu vocês, para a glória de Deus.

  • Rezemos pelos casais de jovens, de modo especial aqueles que estão se preparando para constituírem uma nova família, bem como aqueles recém-casados. Que eles possam se sentir amados por Deus e apoiados pelos pais e amigos para seguirem fielmente a vocação à qual foram chamados: a de colaborarem com a obra criadora de Deus, com esperança e paz.
  • Pai-nosso – Ave-maria – Glória.

 

5º. mistério de nossa vida de fé em família:

nossos parentes falecidos, sinal da vida que se abre para o infinito.

Texto bíblico: Evangelho de S. Lucas 24,1-6.

No primeiro dia da semana, bem de madrugada, as mulheres foram ao túmulo de Jesus, levando os perfumes que haviam preparado. Encontraram a pedra do túmulo removida. Mas ao entrar, não encontraram o corpo do Senhor Jesus, e ficaram sem saber o que estava acontecendo. Nisso, dois homens, com roupas brilhantes, pararam perto delas. Cheias de medo, elas olhavam para o chão. No entanto, os dois homens disseram: “Por que vocês estão procurando entre os mortos aquele que está vivo? Ele não está aqui! Ressuscitou!”

Outra sugestão

Texto bíblico: Evangelho de S. João 20,11-17

No primeiro dia da semana, Maria Madalena tinha ficado fora, chorando junto ao túmulo. Enquanto ainda chorava, inclinou-se e olhou para dentro do túmulo. Viu então dois anjos vestidos de branco, sentados onde o corpo de Jesus tinha sido colocado, um na cabeceira e outro nos pés. Então os anjos perguntaram: “Mulher, por que você está chorando?” Ela respondeu: “Porque levaram o meu Senhor, e não sei onde o colocaram”. Depois de dizer isso, Maria virou-se e viu Jesus de pé; mas não sabia que era Jesus. E Jesus perguntou: “Mulher, por que você está chorando? Quem é que você está procurando?” Maria pensou que fosse o jardineiro, e disse: “Se foi o senhor que levou Jesus, diga-me onde o colocou, e eu irei buscá-lo”. Então Jesus disse: “Maria! Vá dizer aos meus irmãos: ‘Subo para junto do meu Pai, que é Pai de vocês, do meu Deus, que é o Deus de vocês’”.

Outra sugestão:

Texto bíblico: Livro da Sabedoria 3,1-11

A vida dos justos está nas mãos de Deus e nenhum tormento os atingirá. Aos olhos dos insensatos, aqueles pareciam ter morrido, e o seu fim foi considerado como desgraça. Pensavam que a partida dos justos do nosso meio era um aniquilamento, mas agora estão na paz. As pessoas pensavam que os justos estavam cumprindo uma pena, mas esperavam a imortalidade. Os que confiam no Senhor viverão junto dele no amor, pois a graça e a misericórdia estão reservadas para os seus escolhidos.

Outra sugestão:

Texto bíblico: Evangelho de S. João 14,1-6

Jesus continuou dizendo: “Não fique perturbado o coração de vocês. Acreditem em Deus e acreditem também em mim. Existem muitas moradas na casa de meu Pai. Se não fosse assim, eu lhes teria dito, porque vou preparar um lugar para vocês. E quando eu for e lhes tiver preparado um lugar, voltarei e levarei vocês comigo, para que onde eu estiver, estejam vocês também. E para onde eu vou, vocês já conhecem o caminho”. Tomé disse a Jesus: “Senhor, nós não sabemos para onde vais; como podemos conhecer o caminho? Jesus respondeu: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim”.

  • Rezemos por todos os nossos familiares falecidos. Tendo vivido plenamente entre nós, eles plantaram suas sementes. Muitos frutos nasceram e podem ser colhidos alegremente por muitos de nós. Por isso agradeçamos ao Deus da vida e lhe peçamos que nos ajude a abrir nosso coração para seu projeto de amor, de um amor que é capaz de dar a vida por aqueles que ama.
  • Pai-nosso – Ave-maria – Glória.

 

5. Agradecimento

  • Nós vos agradecemos, ó Deus de amor e bondade, por nos ter dado a graça de rezar pelos nossos familiares: os que ainda nascerão, os que já se fazem presentes em nossa vida e os que já partiram para a eternidade. E já que o fizemos na companhia de Maria e sob sua materna proteção, queremos agora agradecê-la com todo carinho, rezando uma Salve Rainha.

 

6. Oração pela família (Opcional)

Deus, nosso Pai

Tu quiseste que o teu Filho nascesse e crescesse no seio de uma família como as outras. Assim, ao longo de uma vida simples, Ele aprendeu pouco a pouco, de José e de Maria, a tornar-se adulto e a descobrir a sua missão no mundo.  

Nós vos louvamos pela nossa família e agradecemos a Vossa presença em nosso lar.  

Iluminai-nos para que sejamos capazes de assumir nosso compromisso de fé na Igreja e de participar da vida de nossa comunidade.  

Ensinai-nos a viver Vossa Palavra e o novo mandamento do amor.  

Concedei-nos a capacidade de reconhecer nossas diferenças para nos ajudarmos mutuamente, para nos perdoarmos as fraquezas, compreendermos nossos erros e vivermos em harmonia.  

Dai-nos, Senhor, boa saúde, trabalho com salário justo e um lar onde possamos viver felizes.  

Ensinai-nos a tratar bem os mais necessitados e pobres, e dai-nos graças de aceitar com fé, a doença e a morte quando se aproximarem de nossa família.  

Ajudai-nos a respeitar e incentivar a vocação de cada um e também daqueles que o Senhor chamar a seu serviço.  

Que em nossas famílias reine a confiança, a fidelidade, o respeito mútuo e que o amor nos una cada vez mais.  

Permanecei em nossa família, Senhor, e abençoai o nosso lar hoje e sempre. 

Amém. 

 

Rodrigo Assis Rosa, OMV

Fonte: http://www.lanteri.org.br/htm/tercofam.htm

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: