PADRE CHRYSTIAN SHANKAR: SUA FAMÍLIA É REUNIDA NO AMOR DE CRISTO

março 25, 2014


SOBERBA, A “CULTURA DO EGO”

março 25, 2014

Imagem de Destaque

Soberba, a “cultura do ego”

A soberba é o pior de todos os pecados

A soberba é o pior de todos os pecados. É o que levou os anjos maus a se rebelarem contra Deus, e levou Adão e Eva à desobediência e ao pecado original. Alguém disse que o orgulho é tão enraizado em nós, por causa do pecado original, que “só morre meia hora depois do dono”.

Por outro lado, por ser o oposto da soberba, a humildade é uma grande virtude, a que mais caracterizou o próprio Jesus, “manso e humilde de coração” (Mt 11,29), e também marcou a vida de Maria, “a serva do Senhor” (Lc 1, 38); José e todos os santos da Igreja.

São Vicente de Paulo ensinava a seus filhos que o demônio não pode nada contra uma alma humilde, uma vez que, sendo ele soberbo, não sabe se defender da humildade. Por isso, com esta arma, o maligno foi vencido por Jesus, por Maria, José, São Miguel e os santos. A soberba consiste em a pessoa sentir-se como se fosse a “fonte” dos seus próprios bens materiais e espirituais. Acha-se cheia de si mesma, mas se esquece de que tudo vem de Deus e é dom do Alto, como disse São Tiago: “Toda dádiva boa e todo dom perfeito vêm de cima: descem do Pai das luzes” (Tg 1,17).

O soberbo se esquece de que é uma simples criatura, que saiu do nada pelo amor e chamado de Deus, e que, portanto, d’Ele depende em tudo. Como disse Santa Catarina de Sena, ele “rouba a glória de Deus”, pois quer para si as homenagens e os aplausos que pertencem somente ao Senhor.

São Paulo lembra aos coríntios que: “nossa capacidade vem de Deus” (2Cor 3,5). Aos romanos ele disse: “Não façam de si próprios uma opinião maior do que convém, mas um conceito razoavelmente modesto” (Rm 12,3). “Não vos deixeis levar pelo gosto das grandezas; afeiçoai-vos com as coisas modestas. Não sejais sábios aos vossos próprios olhos” (Rm 12,16). Aos gálatas, Paulo diz: “Quem pensa ser alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo” (Gl 6, 3). A soberba tem muitos filhos: orgulho, vaidade, vanglória, arrogância, prepotência, presunção, autossuficiência, amor próprio, exibicionismo, egocentrismo, egolatria etc.

Podemos dizer que a soberba é a “cultura do ego”. Você já reparou quantas vezes por dia dizemos a palavra ‘eu’? Eu vou, eu acho, eu penso que…, mas eu prefiro… A luta do cristão é para que essa “força” o puxe para Deus, e não para o ego. Jesus, nosso Modelo, disse: “Não busco a minha glória” (Jo 8,50). São Paulo insistia no mesmo ponto: “É porventura, o favor dos homens que eu procuro ou o de Deus? Por acaso tenho interesse em agradar os homens? Se quisesse ainda agradar aos homens, não seria servo de Deus” (Gl 1,10).

A soberba é o oposto da humildade. Essa palavra vem de “humus”, aquilo que se acha na terra, o pó. O humilde é aquele que reconhece o seu “nada”, embora seja a mais bela obra de Deus sobre a terra, a Sua glória, como dizia santo Irineu, já no século II. São Leão Magno, Papa e doutor da Igreja, no século V, disse que “toda a vitória do Salvador,  dominando o demônio e o mundo, foi iniciada na humildade e consumada na humildade!”

Adão e Eva, sendo criaturas, quiseram “ser como deuses” (Gen 3,5); Jesus, sendo Deus, fez-se criatura. Da manjedoura à cruz do Calvário, toda a vida de Jesus foi vivida na humildade e na humilhação. Por isso Jesus afirmou que, no Reino de Deus, os últimos serão os primeiros e quem se exaltar será humilhado. Façamos como Santa Teresinha, que procurava o último lugar.

 

Foto Felipe Aquino
felipeaquino@cancaonova.com

Prof. Felipe Aquino @pfelipeaquino, é casado, 5 filhos, doutor em Física pela UNESP. É membro do Conselho Diretor da Fundação João Paulo II. Participa de aprofundamentos no país e no exterior, escreveu mais de 60 livros e apresenta dois programas semanais na TV Canção Nova: “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”. Saiba mais em Blog do Professor Felipe Site do autor: http://www.cleofas.com.br

Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/formacao/internas.php?e=13469#.UzE0PPldVo8

 


PADRE ARLON: DESERTO – VALORIZAÇÃO DO ESSENCIAL

março 17, 2014


CONVERSÃO, GRAÇA DE DEUS E VEREDA DE CORAGEM

março 17, 2014

CONVERSÃO, GRAÇA DE DEUS E VEREDA DE CORAGEM

Quaresma, tempo de mudança de vida, penitência, caridade, conversão. Enfim, de rompimento com o pecado.
Não poderíamos “fazer de conta” que este tempo não exige de nós como cristãos vigilância, reflexão e sobretudo oração para retomarmos a nossa imagem querida por Deus. Considerando que não podemos viver esta retomada sozinhos, precisamos da Graça de Deus e da coragem que é graça que vem da Graça!

Para percorrer este caminho querido por Deus, gostaria de usar uma imagem citada por João Paulo II em suas colocações: “Vós sois chamados a viver como sentinelas da manhã”.

E, o quê é ser sentinela? O que isto quer dizer em relação a conversão como graça de Deus e vereda de coragem?

Vejamos. Esta palavra vem do italiano “sentinella”, que quer dizer soldado que vigia, ou seja, que guarda algo esperando de forma isolada e segura. Por conseguinte, são pessoas prontas para considerar todos os movimentos e, ágeis para verificar toda orientação recebida; em suma, pessoas que não se deixam seduzir por vozes de sereias, mas, sabem prosseguir com força de vontade. Desenha-se aqui como lidar com o prazer, o poder e o possuir. Como devemos viver diante do pecado que nos é apresentado todos os dias e por vezes também buscado diariamente.

Olhando mais a fundo dentro de nós, podemos constatar que há um relativismo sutil, mas prepotente, que nos induz a cometer pecados, passamos a achar que o homem nada pode fazer em relação a isto ou aquilo; que é só um “pecadinho menor” e só Jesus é perfeito. E assim, vamos perdendo a possibilidade de, agora, ser sentinela da manhã. Posso romper, posso dizer não. Podemos ter posturas e atitudes novas, podemos não repetir os vícios e pecados que são tão costumeiros e que com frequência levamos para a confissão.

Quanto engano de nossa parte em pensar e agir de forma relativista, disfarçando o soldado forte (que é a nossa vontade) em covarde guardinha que se esconde com medo preferindo olhar passivamente. Agir assim é colocar dentro de uma caixa o melhor presente que já recebemos: a Graça uma vida santa, que Jesus conquistou para nós atravessando o deserto, sofrendo no Getsemâni e nos amando na Cruz.

Para vivermos a conversão diária precisamos assumir tudo o que Cristo viveu, principalmente a entrega de Sua vida. Precisamos, com coragem, romper com o pecado, seja nas pequenas ocasiões do nosso dia a dia, com mentiras, omissão, julgamentos, seja no desejo de comprar em demasia, de comer descompensadamente, de querer ser melhor que os outros, etc. Pecados que só nos sabemos.

A coragem para aderir novas decisões só é possível quando firmamo-nos na Palavra, na oração, na Eucaristia, na confissão e no serviço, enfim, quando firmamo-nos no Amor. Mudar o rumo de nossos passos enveredando no caminho da coragem é possível, a partir do momento em que escolho a Graça como armadura. Sim, somos chamados a viver como sentinelas da manhã a cada dia e a cada instante lutar com coragem!

“Por isso recordo-te que tens de reavivar o dom de Deus que está em ti… Pois o que Deus nos concedeu não é um espírito de medo, mas um espírito de força, amor e domínio de si” ( 1 Tm 1,6-7 ).

Escola de Formação Shalom
http://www.comshalom.org

Fonte: http://www.catequisar.com.br/texto/materia/fe/477.htm

 


PADRE FABIO DE MELO: A DEPENDÊNCIA AFETIVA É UM SEQUESTRO DA SUBJETIVIDADE

março 8, 2014


QUE MARAVILHA É VOCÊ, MULHER!

março 8, 2014

Que maravilha é você, mulher!

 

Cresci escutando de minha mãe que a mulher é a coisa mais linda que Deus criou. Bom, não é? Em alguns momentos, escutei de outras pessoas que a mulher nasceu para sofrer, que ser mulher era ruim, que a mulher não era valorizada e que, quando ia ter neném, quase morria de dor.

Lembro-me de minha mãe cantando para mim a seguinte canção: “Renata, meu bem, que será que você não tem? Se seu já conferi direito não vejo defeito em você, meu bem! A Renata tem as pernas tortas, mas o que interessa é que ela vai e vem. Na boca ela só tem dois dentes, mas o que interessa é que ela ri pra mim […]” (risos). Dá vontade de rir com essa música. Pode rir!

Depois fui crescendo e entendendo que o mundo queria que eu me tornasse uma pessoa “amarga” por ser mulher. Mas vi que a vida traz desafios para todo o mundo, não só para a mulher e que eu não teria como evitar a cruz do dia a dia, independentemente de ser mulher ou não. Foi então que as coisas que ouvi de minha mãe tomaram mais volume dentro de mim. Fui observando melhor os traços que Deus me deu: a feminilidade, sensibilidade, o ser prestativa e atenciosa, uma pessoa que não desiste, guerreira, forte diante dos desafios, a ponto de concordar com o Salmista: “Que maravilha, meu Senhor, sou eu!” (Sl 138,14)

Com esta partilha o meu desejo é que você mulher veja a sua história e se valorize também. Talvez você não tenha tido alguém, como eu tive, para ajudá-la a entender o seu valor como mulher, mas neste momento você está tendo.

Coloco-me sob a unção do Espírito Santo, para que você entenda que você é uma maravilha simplesmente por ser mulher! Por poder ajudar o mundo a ser melhor com suas capacidades intelectuais, ajudar a sua família com sua presença de esposa, amiga, mãe.

Você já parou para pensar que o que você faz é importante, mas que se você o não fizer outro poderá fazê-lo? Agora o que você é, mulher, ninguém poderá ser no seu lugar. Por exemplo: Você que é casada, a única pessoa que realmente pode fazer o seu marido plenamente feliz e realizado como homem, esposo e pai, é você. Sei que o mundo tem falado e mostrado outras possibilidades, mas você sabe que, mesmo que seja lá no fundo do seu coração, o que o “mundo” fala são falsas verdades.

Como é bom ser mulher para amar um esposo, não é? Sei que temos muitos desafios, o amor entre esposo e esposa é uma conquista, nós o vamos construindo ao longo da vida. Temos nossos altos e baixos, momentos de grande paixão e de grande frieza. Mas, quando temos consciência da força de superação e doação que o ser mulher traz em si, o amor prevalece e não só realizamos nossos esposos, como também nos sentimos realizadas.

Talvez as nossas ansiedades e angústias sejam fruto não só de uma “TPM” [tensão pré-menstrual], mas também das vezes em que perdemos o foco do que é ser mulher. Achamos que temos que trabalhar muito, para ganhar muito dinheiro e gastá-lo ora com nossos filhos, ora com roupas, sapatos e cosméticos, para ficarmos “mais bonitas”; e nos esquecemos de que a nossa essência já é lindíssima e que do que os nossos filhos mais precisam e querem é a nossa presença.

É a nossa presença de mulher que fará dos nossos filhos adultos maduros no sentido afetivo, psíquico e espiritual. E, por consequência disso, teremos menos rugas e seremos menos ansiosas.

Penso que Deus fica muito feliz em ver você se valorizando por ser mulher. Ele a ama muito! Quer mais um “espetáculo” do ser feminino? Deus escolheu a mulher para trazer ao mundo os Seus filhos. Isso é sinal de que somos muitíssimo importantes para Ele! E aqui está a “máxima”: Somos importantes para Deus! E para isso não importa o grau de escolaridade, origem ou cor.

O mundo nos valoriza pelo nosso corpo, pela nossa sensualidade; se temos dinheiro, se temosstatus, se podemos produzir muito. E quando já não temos mais estes quesitos, ele nos descarta. Deus não! Deus nos valoriza tanto, mas tanto, que até depois da morte Ele nos quer junto d’Ele, na Vida Eterna lá no céu.

Pense nisso! Eu também vou pensar. Sempre é tempo de recomeçar e ser feliz!

A você mulher, parabéns pelo seu dia! Parabéns especialmente por você ser tão abençoada por Deus!

Que Ele continue a abençoando!

Maria Renata

Membro da Comunidade Canção Nova.

Fonte: http://clube.cancaonova.com/materia_.php?id=14179

 


MARCIO MENDES: PREPARA TUA ALMA PARA A PROVAÇÃO

março 7, 2014