PADRE LÉO: O HOMEM E SUAS ESCOLHAS

novembro 16, 2018

Anúncios

A MEDIDA COM A QUAL MEDIMOS….

novembro 16, 2018

A MEDIDA COM A QUAL MEDIMOS….

A medida com a qual medimos

Com qual medida você gostaria que lhe medissem? Com o metro? Então meça também com o metro. Você gosta de medir os outros em litro? Também lhe medirão em litros. Em outras palavras: a medida com a qual seremos medidos, é a medida utilizada para medirmos nossos irmãos.

Aqui reside “a lei da reciprocidade.” Se somos misericordiosos, seremos medidos pela misericórdia. Se julgarmos, seremos julgados da mesma forma. Se perdoarmos, receberemos o perdão.

Se pensarmos bem, a vida é tão efêmera, nossos dias de peregrinos neste mundo são fugazes, no momento em que somos fecundados já começa a contagem regressiva da existência… Somos apenas pó e nada mais. E por que não seguirmos estas palavras do Mestre dos Mestres? Para que usar de tanta condenação?

São Francisco – o santo mais parecido com Jesus – dizia: “É dando que se recebe.” Desapegue-se, seja compassivo, perdoe, não julgue, e você receberá a maior de todas as medidas do Senhor: a Fonte de Misericórdia que flui do seu coração traspassado. TOME POSSE!

Lucas 6,36-38

 

Paz e Luz

Antonio Luiz Macêdo

Fonte: http://catequesecatolica.com.br/site/medida-com-qual-medimos/

 


PADRE CHRYSTIAN SHANKAR: ESTÁ SOFRENDO? USE AS 3 ARMAS DA VITÓRIA!

novembro 14, 2018


HOMILIA DO DIA – PADRE PAULO RICARDO: POR QUE DAR GRAÇAS A DEUS?

novembro 14, 2018


A ORAÇÃO É UM ENCONTRO ÍNTIMO COM DEUS

novembro 14, 2018

A ORAÇÃO É UM ENCONTRO ÍNTIMO COM DEUS

O que é a oração?

A oração é atitude própria e necessária de todo o cristão. Então, acredito que todos nós, em algum momento, já tenha feito a si mesmo estas perguntas: “Será que eu sei rezar?; Como eu rezo?; O que é a oração?”. Se você já se fez essas perguntas, não pense que está errado ou que isso é um problema. Pois, vejo, por trás desses questionamentos, alguém preocupado com a vida espiritual e com o relacionamento com Deus.

Digo isso partindo do mesmo apelo feito a Jesus, por um de seus discípulos, quando esse viu que o próprio Senhor tinha saído para orar em um determinado lugar. O discípulo perguntou ao Senhor: “Senhor, ensina-nos a orar, como, também, João ensinou aos seus discípulos” (Cf. Lc 11,1).

A oração é um encontro íntimo com Deus

Foto ilustrativa: Bruno Marques/cancaonova.com

Questionar a maneira como se vive é um passo importante para quem deseja continuar crescendo no caminho cristão de santidade. Mais importante ainda, é fazer perguntas indispensáveis, assim como saber onde buscar as respostas para a própria vida. A tradição cristã, com seus vários anos e muitas correntes de espiritualidade, trouxeram definições sobre o que é a oração. Contudo, quero trazer para você a definição de que: a oração é um encontro íntimo com Deus.

O encontro de duas sedes

Tratar a oração como encontro é ter a certeza de ir encontrar-se com Aquele que, antes de nós irmos até Ele,  já estava ansioso por nos encontrar. É, antes de tudo, uma oração de saída. Então, podemos dizer que, o encontro da sede do teu coração com a sede do coração de Deus é a necessidade de ambos.

Na passagem em que a samaritana se depara com um homem que mudou a sua vida, perceba que momento mais belo de oração e de realização de dois corações que se desejavam. “Havia ali a fonte de Jacó. Jesus, cansado da viagem, sentou-se junto à fonte. Era por volta do meio-dia. Veio uma mulher da Samaria buscar água. Jesus lhe disse: ‘Dá-me de beber!’ […] A samaritana disse a Jesus: ‘Como é que Tu, sendo judeu, pedes de beber a mim, que sou uma mulher samaritana?’” (Cf. Jo 4,6-9).

Pronto! Aconteceu a partir desse fato uma transformação na vida dessa mulher. Nada mais permaneceu da mesma forma. Ambos os corações desejavam a mesma coisa, saciar a sede. Não pensemos que a necessidade vital naquele momento era de água, porque se continuarmos a leitura, o texto bíblico não traz que nenhum dos dois beberam a água.

A sede daquela mulher era sede Deus e de Deus daquele coração machucado. Esse encontro foi oração na vida da samaritana. E, desde esse momento, ela já sabia como saciar a sua carência que acabou buscando nos cinco maridos que teve. Somente Deus sacia!

Entra no teu quarto e fecha a porta

Para Deus, o mais importante não é o lugar, mas a disposição do seu coração. Meu irmão, a oração vai muito mais do que as palavras ditas, o lugar em que você se encontra, a situação que esteja vivendo ou as realidades externas a você. Claro que, essas condições podem ser matéria para a sua oração ou de alguma forma atuar na sua oração. Contudo, é na tua intimidade que Deus quer agir, é no teu secreto que Ele quer revelar segredos ao teu coração.

No mesmo contexto, onde Jesus ensina os seus discípulos a orar, porém, agora, no Evangelho de Mt 6,6, o Senhor exorta: “Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora a Pai que está no escondido. E teu Pai que vê no escondido, te dará a recompensa”. Com essa passagem, Jesus ensina que, para que esse momento de oração aconteça, é preciso que você se coloque em estado de oração; ponha-se em estado de intimidade.

Ninguém precisa saber ou ver você fazendo a tua oração, porque é encontro somente entre duas pessoas; é um momento entre ti e Deus. Entre no silêncio, no escondido do teu coração e, lá, encontre Deus. Faça do teu íntimo o teu lugar secreto.

Eu te procurava fora e Tu estavas dentro

Santo Agostinho foi um homem que, por muitos anos, de diversas formas e nos mais variados lugares procurou saciar a sede. Sede essa que nem mesmo ele sabia de qual se tratava. Um jovem inteligente e cheio de dons naturais, mas alguém que sempre procurou fora o que só poderia encontrar dentro dele, no seu coração. E, esse foi o verdadeiro encontro que o santo teve, o encontro com a verdade que estava no “mais íntimo do seu íntimo”, como consta nos seus escritos.

A oração lança-nos para as realidades espirituais, divinas que estão além de nós mesmos. A exemplo de Agostinho, tantos outros santos que, após as experiências de pecado e de vida entregue aos mais variados prazeres, se converteram. Isso, porque, perceberam que, no mais íntimo, essa entrega aos prazeres da carne expressavam
o desejo de um encontro com a verdade; e o anseio de saciar a secura da própria alma. Secura essa que só Deus pode saciar, como disse Santa Teresa D’ávila: “Só Deus basta!”.

Então, meu caro amigo, lance-se na oração, lance teu olhar em direção ao olhar atento do Senhor. Ele deseja te encontrar e fazer morada no teu coração. “Suba” ao mais alto monte (interior) que possa existir para, assim, proporcionar esse encontro ao seu próprio coração. Pois, ali Deus habita e, a oração, é o refúgio dos santos.

 

Fábio Nunes

Francisco Fábio Nunes
Natural de Fortaleza (CE), é missionário da Comunidade Canção Nova e candidato às Ordens Sacras. Licenciado em Filosofia pela Faculdade Canção Nova, Cachoeira Paulista (SP), Fábio Nunes é também Bacharelando em Teologia pela Canção Nova, Cachoeira Paulista (SP) . Atua no Departamento de Internet da Canção Nova, no Santuário do Pai das Misericórdias e nos Confessionários.

Fonte: https://formacao.cancaonova.com/espiritualidade/vida-de-oracao/oracao-e-um-encontro-intimo-com-deus/

 


MÁRCIO MENDES: FELIZ VOCÊ QUE ACREDITOU, PORQUE SE CUMPRIRÁ O QUE DEUS LHE PROMETEU

novembro 13, 2018


AS MINHAS PALAVRAS NÃO PASSARÃO

novembro 12, 2018

AS MINHAS PALAVRAS NÃO PASSARÃO

Façamo-nos presentes ao sopé da montanha e escutemos com a multidão o que diz Jesus: “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão.” (Mateus 24,35)

Se você pertence ao grupo de pessoas que compactuam com mudanças radicais na Igreja realizadas pelo próximo Pontífice, considere suas esperanças perdidas e sua expectativa frustrada.

Os pontos de maior especulação neste momento que antecede o Conclave: Aborto, novas núpcias para casais divorciados e união homossexual. Todas estas questões serão INTOCÁVEIS, visto que regidas pelo Evangelho.

ABORTO – Uma citação fundamental de Jesus: “Eu vim para que as ovelhas tenham vida e para que a tenham em abundância.” (João 10,10b) Esta vida deve ser preservada em qualquer circunstância, mesmo em caso de estupro, porquanto a consequência (geração da vida) é infinitamente mais importante do que a causa.

NOVAS NÚPCIAS PARA DIVORCIADOS – Quanto ao Sacramento do Matrimônio, o Evangelho é enfático e claro: “Assim, já não são dois, mas uma só carne. Portanto, não separe o homem o que Deus uniu.” (Mateus 19,6) A indissolubilidadedo Matrimônio não se discute.

UNIÃO HOMOSSEXUAL – Ainda no princípio “Deus criou o homem à sua imagem; criou-o à imagem de Deus, criou o homem e a mulher.” Não existe opção sexual de outra natureza. A união conjugal acontece exclusivamente entre dois seres humanos iguais em dignidade, e de sexos opostos. É a complementaridade das diferenças. E é isso que Deus determina.

Portanto, não pense que a Palavra de Deus irá adaptar-se aos seus anseios anticristãos; você é que deve adaptar-se à claridade da luz do Evangelho. Porque as palavras de Jesus não passarão jamais.

Mateus 24,35

Paz e Luz

Antonio Luiz Macêdo

Fonte: http://catequesecatolica.com.br/site/as-minhas-palavras-nao-passarao/